Retorne a si mesmo


Data da Postagem: 17 de Março de 2019

Quando as tragédias acontecem, podemos ter sentimentos profundos de tristeza, desespero, decepção, medo...É preciso rezar e abrir o coração. Esta foi mais uma semana triste para o nosso país. Para que o nosso coração tenha paz para continuar a caminhada, é preciso nos alimentar de palavras libertadoras.

Na última sexta-feira, começaram as pregações de Quaresma do pregador da Casa Pontifícia, frei Raniero Cantalamessa, para a Cúria Romana, no Vaticano. Uma verdadeira aula de espiritualidade.

O tema é “Retorne a si mesmo”, frase de Santo Agostino que convida a distanciar-se dos afazeres cotidianos e das distrações do mundo para reencontrar Deus no próprio coração.

Alguns trechos da pregação de Cantalamessa: “Se não retornarmos a nós mesmos, se não nos afastarmos um pouco da exterioridade e do barulho, não poderemos encontrar o Deus vivo. A frase de Santo Agostino ‘Retorne a si mesmo’ tem uma mensagem muito forte. Eu a coloquei como título, mas está num contexto de um tema mais amplo, o descobrir. A palavra que eu gosto é ‘perceber’, notar Deus. Algumas condições externas são sugeridas pelo Tempo da Quaresma, pois a Quaresma nos lembra Jesus no deserto em oração e jejum. Encontrar um espaço de silêncio, de escuta da Palavra de Deus, participar de uma função religiosa, fazer, se possível, um momento sozinho, por exemplo, voltando para casa do trabalho, entrar numa capela, numa igreja, num momento em que não há missa, e ficar ali um momento, pois é necessário que interrompamos o fluxo que vem de fora através das cinco portas dos sentidos, caso contrário não podemos entrar em contato com o nosso coração. Somos projetados para o externo, somos como uma centrífuga contínua e constante.

Ouvir Deus que nos fala através da consciência, como nesses momentos de reflexão, de solidão com Deus. Deus fala ao coração, continua falando com as pessoas. Se dermos a Ele um pouco de tempo e espaço, o Espírito Santo inspira. Falamos das inspirações do Espírito Santo. Elas são uma maneira de Deus fazer-se presente. Depois, há o meio universal que é a Palavra de Deus. Portanto, ao participar da Liturgia, procurar uma palavra que sozinha seja capaz de acender em mim o pensamento de Deus, torná-Lo presente ou dedicar um momento para a leitura da Bíblia por conta própria, ouvir também uma pregação, por que não? Esta pode ser uma ocasião para voltar a si mesmo, porque o trabalho sempre nos leva a lidar com negócios, problemas, mas precisamos de momentos em que nos desligamos, como se diz na linguagem atual, a fim de entrar em contato com um outra dimensão”.

Está aí uma proposta para esta semana. Que tal separar um momento do seu dia para a contemplação, para a oração? Em meio a tantas notícias ruins, precisamos rezar, parar, respirar e sentir o colo do Pai, que nos ama e nos quer bem. Não vamos responder o mal com mal. Vamos transformar este mundo com o bem, que vem do Senhor.


Dom Anuar Battisti