Candidatos iniciam estudos na Escola Diaconal da Arquidiocese de Maringá

29 de Janeiro de 2019

"Candidatos iniciam estudos na Escola Diaconal da Arquidiocese de Maringá"

No final de semana dos dias 25 a 27 de janeiro, setenta e um candidatos ao diaconado permanente iniciaram a primeira etapa de estudos na Escola Diaconal São Francisco de Assis, da Arquidiocese de Maringá. As aulas foram realizadas no Centro de Espiritualidade Rainha da Paz.

O processo de seleção e formação dos candidatos terá o prazo de seis anos. Trinta e quatro paróquias indicaram nomes para a escola diaconal.

A ordem do diaconado, segundo o Catecismo da Igreja Católica (n. 1554), destina-se a ajudar e a servir os bispos e presbíteros. Atualmente a Arquidiocese de Maringá conta com 56 diáconos permanentes.

O diácono permanente é a expressão do ministério ordenado colocado o mais próximo possível da realidade laical e do protagonismo dos leigos, e se expressa, sobretudo, no serviço da caridade.

Entre outros serviços, pertence aos diáconos assistir o bispo e os presbíteros na celebração dos divinos mistérios, sobretudo da Eucaristia, distribuí-la, assistir ao Matrimônio e abençoá-lo, proclamar o Evangelho e pregar, presidir aos funerais e consagrar-se aos diversos serviços da caridade” (Catecismo da Igreja Católica, 1570).

Um diácono pode batizar, abençoar matrimônios, assistir os enfermos, celebrar a Liturgia da Palavra, pregar, evangelizar e catequizar. Porém, não pode, ao contrário do presbítero, celebrar o sacramento da Eucaristia (Missa), confessar nem administrar a unção dos enfermos.

A Arquidiocese de Maringá conta com o serviço do diaconado permanente desde o ano de 2002.