CEBs preparam 3ª etapa Escola de Formadores e Articuladores


Data da Postagem: 28 de Fevereiro de 2019

Terceira etapa será realizada nos dias 09 e 10 de março no Centro de Espiritualidade Rainha da Paz

*Podemos perguntar quem segue a Jesus de Nazaré? Acreditamos que aquelas e aqueles que “sendo de condição divina se abaixou e se fez escravo” (Flp. 2, 7), e vivendo sua condição humana na realidade pobre de Galiléia realizou sua missão, sempre em saída (Mc 1, 10-38; 13, 1).

Não é nada fácil para leigas e leigos exercerem seu ministério. O ser da Igreja (At. 2, 42-47) e para tanto das CEBs é ser uma comunidade missionária revelando e realizando, a todos os povos em todos os tempos, a presença libertadora de Jesus pelo seu Espírito, um grande desafios principalmente nos dias atuais.

É preciso não deixar-se perder que as CEBs precisam continuar a expressar sua fé através do anúncio e da denuncia profética, rompendo com as correntes injustas e assumindo a dimensão libertadora.

É preciso reavivar a espiritualidade encarnada nas realidades cotidianas onde experimentam a presença de Deus em suas vidas, no seguimento de Jesus, a exemplo de Maria do Magnificat e impulsa-se desde o testemunho dos mártires, que são modelo de ação na defesa da vida e dos direitos dos pobres.

Acreditamos na capacitação para continuar no caminho certo. Formar formadoras/res e articuladoras/res para irem ajudar as pessoas de boa vontade que no dia a dia fazem de nossa Igreja uma Igreja viva na base, em nossas CEBs e deparam com os desafios e sentem a necessidade de ampliar seus conhecimentos e o dinamismo que na atualidade se faz necessário para exercer os diversos ministérios leigos.

Para o Papa Francisco, “A arte une Deus, o homem e a criação em uma única sinfonia. A arte é uma beleza que faz bem para a vida e cria comunhão, une o passado, o presente e o futuro, porque atrai ao mesmo local e envolve no mesmo olhar pessoas diferentes e povos distantes”.

A terceira etapa será agraciada com as músicas e o jogo de capoeira do “Grupo Muzenza de Capoeira”, fazendo parte do conteúdo do aprendizado da escola. O grupo se apresentará às 20 horas, do dia 09 de março. Esse momento é aberto aos familiares e amigos dos integrantes da escola.

Maringá é sede da Escola de Formação de Formadores e Articuladores para as CEBs com cinquenta e seis integrantes, sendo trinta e seis da Arquidiocese de Maringá, um da Diocese de Apucarana e os demais das dioceses que compõe a Província Eclesiástica de Maringá, Campo Mourão, Paranavaí e Umuarama.

A Escola de Formação de Formadores e Articuladores para as CEBs é coordenada pelo padre Genivaldo Ubinge e Lucimar Moreira Bueno (Lúcia), ambos assessores das Comunidades Eclesiais de Base, as CEBs na Arquidiocese de Maringá.

O teólogo Celso Pinto Carias é o assessor convidado para a escola. Carias vive em Duque de Caxias, Estado do Rio de Janeiro. É doutor em Teologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ), onde trabalha.  Assessor das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) para a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB (Comissão do Laicato, Setor CEBs). Ele acompanha a vida dessas Comunidades desde 1989, quando ajudou a coordenar os serviços do 7º Encontro Intereclesial, em Duque de Caxias. Participa do grupo de assessoras e assessores da Ampliada Nacional das CEBs.

A Escola de Formação de Formadores e Articuladores para as CEBs é um  projeto apresentado pelas CEBs e aprovado em Assembleia arquidiocesana dentro da prioridade “missão” do 24° Plano de Ação Evangelizadora (2017-2021) da Arquidiocese de Maringá.  A necessidade e motivação para a Escola de Formação foi um dos encaminhamentos apontados no 7° Intereclesial das CEBs do Paraná, realizado em abril de 2016,  durante o encontro da Província Eclesiástica de Maringá,  e desde então os assessores iniciaram as articulações no sentido de torná-la realidade.

A terceira etapa será nos dias 09 e 10 de março no Centro de Espiritualidade Rainha da Paz. Mística de abertura às 07h30 do dia 09 e encerrada no dia 10 com a missa às 15h.


*Por Lucimar Moreira Bueno (Lúcia)

Coordenadora da escola e assessora leiga das CEBs