Campanha da Fraternidade 2020 será lançada na Casa de Acolhida Coração Imaculado, em Iguatemi

19 de Fevereiro de 2020

"Campanha da Fraternidade 2020 será lançada na Casa de Acolhida Coração Imaculado, em Iguatemi"

O lançamento da Campanha da Fraternidade 2020 na Arquidiocese de Maringá será realizado Quarta-feira de Cinzas (26), às 9h, na Casa de acolhida Coração Imaculado, em Iguatemi.

A casa abriga moradores de rua e está sendo administrada desde 2019 pela Associação Vita Core. A coordenação é do padre Rodrigo Gutierrez Stabel, que assumiu o comando da entidade após a Comunidade Aliança de Misericórdia encerrar as atividade no local.

A Casa de acolhida Coração Imaculado fica na Estrada Pitanga, SN - próximo à Fazenda Experimental da UEM, distrito de Iguatemi.

Conheça mais sobre a Casa de acolhida Coração Imaculado neste vídeo


Tema da CF 2020

Veja aqui a formação sobre a Campanha da Fraternidade 2020 assessorada pelo padre Valdecir Badzinski, Secretário Executivo do Regional Sul 2 da CNBB. A formação foi realizada no dia 03 de fevereiro, no Centro de Formação Bom Pastor, em Maringá.

Campanha da Fraternidade visa estimular a prática da caridade e o cuidado com a vida

 “No Brasil, 22,6% das crianças e adolescentes entre 0 e 14 anos vivem em situação de extrema pobreza.

11,7 mil crianças e adolescentes foram vítimas de homicídio em 2017.  Em 2016, houve no país 11.433 mortes por suicídio, uma média de 31 casos por dia.

Nos 6 primeiros meses de 2018, os acidentes de trânsito provocaram mil mortes e 20 mil casos de invalidez permanente no país. Em 2017, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IGBE), o Brasil era 9º país mais desigual do planeta em distribuição de renda.” 

Este cenário, que demonstra que a vida está sendo ameaçada de várias formas e em muitas frentes, motivou a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) a dedicar a Campanha da Fraternidade 2020 ao cuidado com a vida expresso no tema: “Fraternidade e Vida: Dom e Compromisso” e  o lema “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10,33-34).  


Objetivo da CF 2020

Esta Campanha, que será realizada em todas as comunidades, paróquias, dioceses, escolas, universidades, grupos, congregações e espaços católicos do Brasil, pretende “conscientizar, à luz da Palavra de Deus, para o sentido da vida como Dom e Compromisso, que se traduz em relações de mútuo cuidado entre as pessoas, na família, na comunidade, na sociedade e no planeta, nossa Casa Comum”.

Realizada durante a Quaresma, tempo litúrgico em que a Igreja faz um convite mais intenso ao coração dos cristãos à conversão a Deus, a Campanha da Fraternidade no Brasil tem o sentido de auxiliar na busca da transformação e santificação por meio de uma realidade que se apresenta para ser refletida, meditada e rezada.

Os exemplos do Papa Francisco que conclamou a Igreja, logo no início de seu pontificado, a vencer a “globalização da indiferença” e de Santa Dulce dos Pobres, canonizada pelo Santo Padre em outubro de 2019, serão apresentados como sinais da presença samaritana na realidade brasileira.

A Campanha, por meio de suas peças de estudo, reflexão, divulgação e mobilização (vídeos, texto-base, subsídios e textos pastorais voltados para grupos de jovens, catequese, site e atuação em diferentes plataformas das redes sociais, aplicativo para celular, cartazes, camisetas, entre outros), vai estimular ações nas famílias, nas comunidades e na sociedade brasileira.


Ação prática

Além do trabalho de conscientização que é feito nas comunidades da Arquidiocese de Maringá, a Campanha da Fraternidade tem uma ação prática, que é a Coleta da Solidariedade, realizada em todas as paróquias no Domingo de Ramos.

Os recursos arrecadados nas coletas das missas neste dia integram o Fundo Nacional de Solidariedade (FDS).

Do total, 60% da coleta permanece na Arquidiocese  de Maringá para compor o Fundo Arquidiocesano de Solidariedade. Os recursos são destinados ao apoio de projetos sociais da própria comunidade.

Os 40% dos recursos restantes compõem o Fundo Nacional de Solidariedade que são revertidos para o apoio e fortalecimento de projetos sociais que desenvolvem ações relacionadas ao tema central da campanha.


“O importante é fazer a caridade, não falar de caridade. Compreender o trabalho em favor dos necessitados como missão escolhida por Deus” (Santa Dulce dos Pobres).