Pascom debate Redes Sociais e Evangelização


Data da Postagem: 04 de Dezembro de 2017

As Redes Sociais a serviço da evangelização foi tema da Formação Arquidiocesana promovida pela Pastoral da Comunicação/Pascom da Arquidiocese de Maringá, no sábado, 02 dezembro, no Auditório da Paulinas Livraria em Maringá.

Historicamente a Igreja Católica sempre manifestou o desejo de comunicar e evangelizar por meio da comunicação. Contudo, é necessário se adaptar aos novos tempos e aos avanços da sociedade. A missão de comunicar implica relacionar-se, ou tornar comum conhecimento e realidades. É uma porta que se abre para dar respostas aos desafios atuais. Na Igreja essa comunicação precisa vir acompanhada do desejo de construir a solidariedade, justiça e paz. Pensando nisto, a Pascom arquidiocesana, em sintonia com o 24° Plano da Ação Evangelizadora tem oferecido formações arquidiocesanas e paroquiais com o intuito de discutir e, colocar em prática, assuntos que agregam conhecimento sobre o tema comunicação e evangelização com a finalidade de que as lideranças utilizem com eficácia os novos meios, além de aperfeiçoar esses instrumentos, como discípulos e missionários na construção do Reino de Deus.

Redes Sociais a serviço da evangelização trouxe uma reflexão sobre o uso desses meios como ferramentas para o anúncio da Boa Nova. No início, Patrick Rodrigues/Ministério de Comunicação RCC/Paraná, situou os participantes sobre a atuação junto às Redes, destacando que o foco do comunicador católico é a evangelização, por essa razão deve-se testemunhar a pessoa de Cristo, deve-se criar comunhão e deve-se prestar atenção no que é disseminado em nome da Igreja.

Patrick fez uma correlação entre as horas que passamos conectados às Redes e o que poderíamos fazer nesse espaço de tempo, visto que, segundo dados citados pelo palestrante 80% das pessoas que acessam a internet mantêm perfis nas redes sociais, somente no Facebook são 67, 96% dos usuários, seguidos pelo Youtube e Twitter. As mesmas pesquisas mostraram que os internautas passam 63 horas por semana nas conectados às redes.

Desta forma rendeu-se um debate: as redes sociais deve ser um canal de evangelização constante, não só pela rapidez que avança, mas pela capacidade que tem de alcançar muitas pessoas e ao mesmo tempo. “O ambiente digital não é um mundo paralelo ou puramente virtual, mas faz parte da realidade quotidiana de muitas pessoas, especialmente mais jovens”, Papa emérito Bento XVI.

O palestrante destacou alguns aspectos técnicos sobre postagens nas Redes sociais como o conteúdo, periodicidade, relevância, qualidade das imagens, identidade visual e planejamento – especialmente quando usamos para transmitir ações da Igreja/paróquias.

Na formação compareceram agentes da Pascom e lideranças de 18 paróquias da Arquidiocese. Todas as paróquias da Arquidiocese são informadas sobre as formações por meio de telefone e e-mail.


Fabiana Ferreira/coordenadora arquidiocesana da Pascom

pascommaringa@gmail.com


Image title