Padre Bruno, dom Bruno


Data da Postagem: 25 de Junho de 2017

O papa Francisco nomeou o padre Bruno Elizeu Versari, da Arquidiocese de Maringá, bispo coadjutor de Campo Mourão-PR. Monsenhor Bruno é pároco da paróquia Santa Maria Gorretti em Maringá e foi diretor da rádio Colméia. Para todos nós foi uma grande alegria e surpresa ao mesmo tempo. Por um lado a Igreja arquidiocesana de Maringá doa um pastor para a vizinha Igreja de Campo Mourão, mas ao mesmo tempo não deixa de ser uma perda. Mas sabemos que quem doa recebe, quem perde ganha. Hoje às 15h será a grande festa de ordenação episcopal na Catedral em Maringá.

Padre Bruno é o quarto padre da Arquidiocese de Maringá nomeado bispo. Os três anteriores foram: dom Vicente Costa (bispo de Jundiaí-SP), dom Edmar Peron (bispo de Paranaguá-PR) e dom Luiz Gonçalves Knupp (bispo de Três Lagoas-MS). Eu dizia na ocasião da nomeação: “Neste ano em que nossa arquidiocese completa 60 anos, a nomeação do monsenhor Bruno é um presente de todos nós para a vizinha igreja de Campo Mourão”.  É dando que se recebe diz Jesus. Na ocasião da nomeação, monsenhor Bruno dizia: “Recebi a notícia por meio de um telefonema do Núncio Apostólico Dom Giovanni d’Aniello. Primeiro fiquei tremendo, emocionalmente transtornado porque eu não tinha nenhuma expectativa que seria eleito bispo. Sempre me preparei para ser padre, dei o melhor da minha vida, das minhas horas, do meu trabalho e me dediquei à paróquia, pois gosto de servir na comunidade”.

Como bispo coadjutor dom Bruno tem direito a sucessão, por isso vai ajudar dom Javier Delvalle Paredes, atual bispo de Campo Mourão, na administração e evangelização da diocese até dom Javier completar setenta e cinco anos, tempo estabelecido pela Igreja em que todos os bispos devem renunciar. Seja pela idade como pelas reduzidas condições de trabalho, dom Javier solicitou um bispo coadjutor antes da renúncia. Estamos unidos na missão e na oração pelo nosso irmão e companheiro de caminhada, nesta nova realidade, com toda a certeza de que somos colaboradores na messe do Senhor. Não somos donos e nem proprietários, e sim servidores.

Monsenhor Bruno, perguntado sobre a nova missão que vai assumir respondeu: “Eu não estou indo para aquela diocese para criar um serviço novo e sim para somar com as pessoas que estão lá. Pensando naquela comunidade me surgiu uma recordação sobre a caminhada do Povo de Israel no deserto: eles levavam a arca e dentro dela a Palavra de Deus – lembro-me dos andores de padroeiros que carregamos em procissões e são sustentados pelas pessoas através das hastes. Quero ser um que vai chegar, pegar numa das hastes do andor e continuar o anúncio. Já existe muita gente trabalhando na diocese, quero somar com todos que já estão lá”Neste ano jubilar da arquidiocese de Maringá, louvemos e agradecemos a Deus pela escolha de nosso amigo e irmão, para servir como pastor do rebanho que está na diocese de Campo Mourão.

“Às vezes há pessoas que tem vocação na Igreja, mas não exercem por medo: Não tenha medo, se Deus está no comando não há motivo para ter medo. Se você se sente vocacionado para algum serviço comece hoje, viva hoje a vocação que Deus te confia”. Essas são palavras do nosso irmão Bruno Versari. Vai com fé e coragem, pois que te chamou é fiel. Estamos contigo na oração e na missão. Que Maria, mãe do Pastor Jesus, te acompanhe sempre. Obrigado por ter feito tudo o que fez pela Igreja de Maringá.

 

Dom Anuar Battisti