Manifestação de Jesus ao mundo


Data da Postagem: 06 de Janeiro de 2019

Manifestação de Jesus ao mundo

A Epifania ou manifestação, celebra o momento em que os três magos do Oriente, Melquior, Gaspar e Baltazar, adoram ao Menino Jesus. De acordo com o relato bíblico, nos dias em que Jesus nasceu, homens sábios vieram a Jerusalém do Oriente. Pediram pelo rei dos judeus que acabava de nascer, afirmavam que teriam sido guiados até lá por uma estrela. Até então, o rei da Judéia, onde estava Jerusalém, foi Herodes. Ao escutar a afirmação dos magos, temendo a notícia, perguntou às autoridades religiosas judaicas qual era o local do nascimento do Messias de acordo com a profecia. Estes lhe responderam que seria em Belém (Miquéias 1, 2).

Herodes disse isso para os magos e pediu-lhes para notificassem o local exato quando encontrassem a criança, para ele também o adorar. Os Magos começaram a caminhada e com grande alegria foram guiados pela estrela do Oriente até a criança. Vendo-lhe, prostraram-se diante dele e o adoraram como seu rei. Em seguida, tiveram um sonho que os alertou a não voltar até Herodes e tomaram outro caminho de volta. A origem desta celebração está na Igreja Oriental. É uma celebração, que, como no Natal, celebra o encontro com Jesus Cristo. É comemorado dia 6 de janeiro.

Mas tu, Belém de Efrata, posto que pequena entre os milhares de Judá, de ti me sairá o que governará em Israel, e cujas saídas são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade. (Miquéias 5, 1). Este episódio é considerado a primeira epifania ou manifestação de Cristo aos não-judeus. A imagem de uma estrela que leva magos estrangeiros para adorar o Rei de Israel, representa o nascimento do Messias é um sinal de salvação, não só para o povo judeu, mas para todos os povos do mundo. No relato bíblico o número exato de magos não é afirmada, nem é dito se são reis. Para a Igreja Romana foram três o número de presentes que trouxeram - ouro, incenso e mirra. Para outras igrejas do Oriente, presentes como o armênio e sírio foram considerados. Levanta-te, resplandece, Jerusalém vem a tua luz; a glória do Senhor brilha sobre você! Olha, a escuridão cobre a terra e a escuridão os povos, mas o Senhor se levantará sobre ti, a sua glória se verá sobre ti. E os povos caminharão à tua luz e os reis ao esplendor da tua aurora. Levanta a olha em volta, mira: todos aqueles se reuniram, vêm a ti; teus filhos vêm de longe, a suas filhas as levam nos braços (Isaías 60, 1-6).

Para a liturgia, o caminho dos Magos do Oriente é apenas o começo de uma grande procissão que continua na história. Com esses homens começa a peregrinação da humanidade em direção a Jesus Cristo, o Deus que nasceu numa manjedoura, que morreu na cruz e que, ressuscitado, está conosco todos os dias até o fim dos tempos. (Mateus 28, 20). Além das tradições folclóricas da festa de reis, somos todos chamados a entrar nesse caminho do seguimento Jesus. É preciso encontrá-lo, adorá-lo, comunicá-lo, mas principalmente segui-lo, como verdadeiro discípulo e discípula caminhando nos mesmos passos do Mestre. Assim temos a certeza de que estamos seguindo não uma ideologia, e sim um estilo de vida que nos leva para um final feliz, que é a vida eterna. É hora de orar, adorar e seguir, pois quem sabe amanhã seja tarde demais.


Dom Anuar Battisti