Casa comum, nossa responsabilidade


Data da Postagem: 04 de Março de 2016

Na próxima quarta-feira (10) entramos na caminhada quaresmal, em preparação para a Páscoa. Esse tempo de quarenta dias é marcado pelo convite de maior oração, penitência, jejum, não só para a conversão pessoal, mas também para ser solidários com aqueles que mais necessitam.

Por isso, não comer para repartir, jejuar para dar, orar para poder amar mais.  A conversão pessoal se manifesta em obras concretas, das mais simples – como dar um pedaço de pão –  até a capacidade de perdoar  ofensas e assumir a dor alheia. Não podemos simplesmente substituir a carne por um peixe. Só isso é hipocrisia. Vou deixar de comer, fazer penitência, para que o outro possa comer.  Isso sim é conversão, isso é ser cristão coerente.

Neste tempo da quaresma, também acontece a Campanha da Fraternidade. Será lançada oficialmente na Quarta-feira de Cinzas em todo o Brasil, com a cerimônia das cinzas e sua conclusão oficial no Domingo de Ramos. Porém os desdobramentos da Campanha perpassa o ano todo. Este ano a campanha é ecumênica, com o tema: “Casa Comum: nossa responsabilidade”. E o lema: “Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca”(Am 5,24). O Objetivo principal é assegurar o direito ao saneamento básico para todas as pessoas a empenharmo-nos, à luz da fé, por políticas públicas a atitudes responsáveis que garantam a integridade e o futuro de nossa Casa Comum” (Texto base nº 7).

As Igrejas que participam desta Campanha são: Igreja Católica Apostólica Romana, Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, Igreja Presbiteriana Unida do Brasil, Igreja Sirian Ortodoxa de Antioquia, Centro Ecumênico de serviço à Evangelização e Educação popular, Visão Mundial, Aliança de Batistas do Brasil. Pela primeira vez um organismo da Alemanha chamado “Miserior”, faz parte desta caminhada ecumênica. “Nessa Campanha da Fraternidade Ecumênica, queremos instaurar processos de diálogo que contribuam para a reflexão crítica dos modelos de desenvolvimento que tem orientado a política e a economia Faremos essa reflexão a partir de um problema específico que afeta o meio ambiente e todos os seres vivos que é a ausência dos serviços de saneamento básico em nosso país” (Texto base nº 8).

Convido você a rezar nesta quaresma: Oração da CFE 2016: Deus da vida, da justiça e do amor, Tu fizestes com ternura o nosso planeta, morada de todas as espécies de povos. Dá-nos assumir, na força da fé e em irmandade ecumênica, a corresponsabilidade na construção de um mundo sustentável e justo, para todos. No seguimento de Jesus, com a alegria do Evangelho e com a opção pelos pobres. Amém! Reze também o Pai Nosso em versão ecumênica: Pai Nosso que estais no céu. Santificado seja o teu nome, venha a nós o teu reino. Seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia dá-nos hoje, perdoa-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos te ofendido. E não nos deixeis cair em tentação, mas livra-nos do mal, pois teu é o reino e o poder e a glória para sempre. Amém. Que Deus abençoe a nós todos e a nossa Casa Comum.

Dom Anuar Battisti

Arcebispo de Maringá